Tudo o que precisa de Saber sobre a nova Pandemia de Gripe A e o Vírus H1N1.
6.10.09

 

Médicos e Enfermeiros recusam ser vacinados contra a Gripe A, segundo uma notícia publicada no JN (Jornal de Notícias), existem por parte de alguns clínicos e enfermeiros alguma desconfiança quanto aos efeitos secundários das vacinas que estão a ser administradas.

A inclusão destes profissionais num dos grupos prioritários a ser vacinados, deve-se ao facto de serem imprescindíveis ao funcionamento do SNS (Sistema Nacional de Saúde). Como todos sabemos, para além da pandemia de Gripe A existem outra doenças sazonais que exigem no Inverno um maior esforço dos centros de saúde e hospitais. Portanto esta notícia deve ser motivo de preocupação dos utentes do SNS, por dois motivos:

 

Primeiro a desconfiança da classe médica e enfermeiros em relação á vacina. Tendo em conta as declaração de Pilar Vicente, também ela médica e dirigente do Sindicado dos Médicos da Zona Sul, que disse que a "a maior parte" dos médicos não quer ser vacinada e que até têm sido "desaconselhados por grande parte dos colegas que trabalham na área do medicamento" isto devido ao facto de a vacina ter sido concebida "à pressa" adiantando ainda que "não foram corridos todos os passos e realizados todos os testes que são habituais na experimentação e na confirmação da sua segurança"

Esta é uma situação muito grave, declarações como estas proferidas por uma médica com funções sindicais e na representação de outros médicos, levantam questões muito importantes. Mesmo quem está fora do meio clínico percebeu que estas vacinas apareceram com se de um golpe de magia se trata-se, estamos habituados a que os testes médicos se prolonguem por anos, á vezes décadas, até os medicamentos chegarem ao grande público e a uma distribuição em massa, no entanto meses depois dos primeiros casos começaram a aparecer as primeiras vacinas. Temos ainda, visto nos média médicos que afirmam que mesmo que existam efeitos secundários estes serão muito menores que os benefícios retirados da administração da vacina.
Em conclusão, temos que ter presente que a vacina utilizada em Portugal foi autorizada pela entidades reguladoras europeias, mas como é óbvio não houve tempo para determinar quais os possíveis efeitos secundários a longo prazo.

 

Em segundo, temos a questão da possível falta de médicos. Se médicos e enfermeiros se recusam a tomar a vacina e têm profissões de alto risco, por estarem em contacto directo com os doentes, podem e vão ficar infectados. Este facto pode provocar uma ruptura nos serviços de atendimento aos doentes. O bastonário da Ordem dos Médicos entende que "cada médico deve tomar a sua própria decisão" e que, tal como os doentes, "não podem ser tratados à força". E embora diga que "as recomendações da Direcção Geral da Saúde são para cumprir", "isso não significa que seja obrigatório os médicos vacinarem-se".

Este discurso vago e comprometido a que o bastonário já nos habituou não esclarece ninguém, apenas se limita a disser que as indicações são para seguir mas ninguém é obrigado a ser vacinado, esperava-se mais de alguém com a responsabilidade de um bastonário da Ordem dos Médicos.

 

Em resumo a decisão de tomar ou não a vacina deve ser deixada ao critério de cada um, mas ouvindo sempre a opinião do nosso médico. Existem no entanto algumas profissões que devido a serem importantes para o bom funcionamento da sociedade não devem recusar a toma da vacina. Esperava-se da comunidade médica uma atitude mais responsável, pois existe uma grande confiança depositada pelo paciente no seu médico e se este apresenta dúvidas perante um tratamento que está a receitar isto é uma situação muito difícil. Não podemos com utentes do SNS, viver a situação caricata de um médico nos receitar um vacina e depois ficar á espera para ver quais são os efeitos secundários para se decidir ou não tomar ele próprio a vacina contra a Gripe A.

Citações: JN


Artigos Relacionados:


5.10.09

 

Aqui vai poder colocar todas as duvidas que tenha, acerca da Gripe A, e mesmo que julgue que a sua dúvida seja algo “diferente”, ou mesmo que não tenha a ver com a Gripe, comente este artigo e coloque a sua dúvida. Embora existam diversas campanhas em todos os meios de comunicação social, nas escolas, locais de trabalho e de modo geral em todos os locais públicos, existem sempre duvidas que gostávamos de ver esclarecidas e sobre as quais não encontramos informação. Um dos exemplos de umas destas duvidas foi a imunização que ocorre após alguém estar infectado.

duvidas gripe a

Clique na Imagem e Coloque a Sua Duvida


Por isso não hesite, coloque aqui as suas dúvidas, e caso saiba a resposta a duvidas de outros leitores, ajude com os seus conhecimentos os outros leitores do Blog.



Pode também no caso de já ter estado infectada(o) ou conhecer alguém que já teve Gripe A, visitar este Artigo e contar a sua experiência aos outros leitores. 


Artigos Relacionados:


2.10.09

 

A vacina contra a Gripe A vai começar a ser administrada a partir do dia 26 de Outubro, em quantidades muito limitadas de cerca de 49 mil doses, foram escolhidos alguns grupos para serem os primeiros a ser vacinados.

 

As Grávidas: Entre os casos mais graves de infecção e os casos fatais, encontra-se uma maior incidência nas grávidas, nesta primeira fase e com um número limitado de vacinas, só as grávidas no segundo e terceiro trimestre de gestação e dentro destas só as que "apresentem patologias graves associadas".

 

Doentes crónicos e Obessos: Grupos de alto risco, que também vão ser dos primeiros a receber a vacina.

 

Profissionais de Saúde e outros Indispensáveis para o Normal Funcionamento da Sociedade: Mesmo dentro dos profissionais de saúde terá que existir uma triagem e só aqueles que não podem ser substituídos recebem a vacina em primeiro lugar. Outros profissionais indispensáveis nas áreas do abastecimento de energia eléctrica, água, gás etc...

 

Governantes: A própria ministra da Saúde revelou que ela vai ser uma das primeiras a receber a vacina, assim como a maior parte dos membros do Governo, esta medida que poderá ser encarada com algum cepticismo pela população é de facto necessária.

 

A administração das vacinas será feita exclusivamente no Serviço Nacional de Saúde, e é gratuita, Portugal irá receber todas as semanas uma nova remessa de vacinas e está previsto que até ao final do ano estejam vacinados 1 milhão de Portugueses. Como tal a maioria não vai ser vacinada até ao final do Inverno, período em que se acredita que existirá um maior número de casos, por isso a prevenção do contágio deve continuar a ser a principal prioridade de todos.


Artigos Relacionados:

link do postPor Babuíno, às 14:59  comentar

 

Fica aqui um resumo de Cartazes e Folhetos, sobre maneira de prevenir e tratar a Gripe A. Esta documentação pode e deve ser imprimida e afixada nos locais de trabalho, escolas e todos os sítios públicos. A batalha da contra a pandemia tem de ser ganha através da informação para a prevenção. Embora as vacinas estejam a chegar, estas vão ser distribuídas a grupos muito específicos e são em quantidade muito limitada, pelo que não devemos, com a notícias da chegada da vacina, deixar de tomar todas as medidas necessárias a evitar o contágio.

 

Cartazes e Folhetos Gripe A

 

Cartaz: Dois gestos de protecção

 

Cartaz: Informação para salas de espera e serviços de saúde

 

Cartaz: Lavagem das mãos

 

Cartaz: Fricção Anti-séptica das mãos

 

Cartaz: Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1)

 

Cartaz: Procedimentos obrigatórios para os doentes nos SAG

 

Folheto: Gripe A(H1N1)v - cuidados a ter, o que fazer, perguntas e respostas

 

Folheto: Informação aos peregrinos  


Os Folhetos e Cartazes estão no formato PDF, para os vizualizar deve possuir o programa adequado deixo a ligação para dois:


Foxit

Acrobat Reader 


Imprima, afixe, envie por email, distribua, passe a informação para que possamos todos em conjunto evitar a propagação do vírus H1N1.


Artigos Relacionados:

link do postPor Babuíno, às 11:39  comentar


 
arquivos
comentários recentes
Obrigado pelo comentário. O meu conselho é que pro...
Estou com gripe e tive febre por tres dias . Tomei...
De facto o principal foco de confusão sobre a doen...
Obrigado por partilhar a sua experiência.De facto ...
tenho gripe A confirmada e contaminada no trabalho...
Acerca da Gripe A, pandemia mundial, tenho algumas...
Preocupa-me a tentativa de condicionamento da opi...
Quem será dispensável? http://chazadas.blogspot.co...
Olá Ana obrigado pelo comentário.Toca a congelar o...
Olá obrigado pelo comentário.De um modo geral nos ...
subscrever feeds