Tudo o que precisa de Saber sobre a nova Pandemia de Gripe A e o Vírus H1N1.
;
22.9.09

Aqui ficam dois vídeos sobre formas de contágio da Gripe A. Chamo a atenção, que embora estes vídeos sejam dramatizações, não estão muito longe da realidade quanto á facilidade de contágio. Observando estes vídeos ficamos a saber que qualquer pessoa vai estar exposta ao contágio, seja de forma directa ou através do contacto com superfícies onde o vírus pode ficar activo durante 7 a 8 horas.


 

No primeiro temos o cenário de uma sala de espera de um consultório médico. Como já foi dito aqui no Blog, a doença está, geralmente, onde estão os doentes pelo que devemos evitar sempre frequentar Centros de Saúde ou Hospitais, e mesmo quando temos sintomas de Gripe, em primeiro lugar devemos  ligar para a linha Saúde 24 através do 808 24 24 24. Este vídeo reforça a ideia que  quando espirramos ou tossimos devemos sempre utilizar um lenço para tapar a boca e colocá-lo no lixo imediatamente lavando as mão de seguida.


 

No segundo vídeo temos o exemplo de um fila que podia ser de um banco ou  qualquer outro sítio publico, como um supermercado, restaurante, escola, etc.. Este video reforça a ideia da lavagem das mãos. Como é óbvio durante o dia vamos tocar em muitos objectos e superfícies que podem conter o vírus da Gripe A ou outras doenças, se não podemos lavar imediatamente as mãos, é importante não tocarmos nos olhos, nariz ou boca e utilizar uma solução alcoólica para desinfectar as mãos.

 


Artigos Relacionados:

tags: ,
link do postPor Babuíno, às 22:11  comentar

21.9.09

Todos nós, que somos pais, tivemos agora no inicio do ano lectivo reuniões nas escolas dos nossos filhos onde nos foi explicado qual o plano de contingência de cada escola. Nesse plano foram esclarecidas muitas duvidas relativamente ao procedimentos da escola quando se depara com um caso suspeito de Gripe A, e em que condições é uma criança aceite na escola. Aqui ficam alguns dos pontos mais importantes dos planos de contingência das escola:

 

  • As Salas de Isolamento: Existem para que quando for detectado um ou mais casos suspeitos, a criança possa ficar isolada das outras, mas acompanhada por um adulto, até à chegada dos pais. Nessa sala vão estar as fichas que os pais preencheram e que para além dos contactos vão estar possíveis doenças, alergias, etc que a criança sofra. Aos pais exige-se que o preenchimentos destas fichas seja o mais correcto possível e que se mantenham contactáveis pois no caso de a escola não conseguir contactar os pais, será contactada a Linha Saúde 24, que muito provavelmente enviará o INEM buscar o aluno sendo este uma situação muito desconfortável para a criança;
  • A Febre: O sintoma com o qual nenhuma escola pode aceitar uma criança. Como é óbvio os pais não devem levar os filhos para a escola caso eles tenham febre, mas se mesmo assim as crianças forem levadas à escola não lhe vai ser permitido permanecer no recinto escolar. Como é óbvio durante o período de Inverno que vamos atravessar quer as crianças quer os adultos vão ter inúmeras razões para ter febre sem estarem relacionadas com a Gripe A. Embora esta questão tenha sido levantada pelos pais as instruções da escola é para não arriscar e recusar a entrada a qualquer criança que tenha febre independentemente da causa;
  • A Higienização: Nas cantinas, nas salas à entrada da escola existem dispensadores de solução de base alcoólica para desinfectar as mãos, todas as crianças devem levar uma garrafa de água para escola que não pode ser partilhada, as salas de aula vão estar permanentemente abertas e as janelas vão ser abertas durante os intervalos, nas escolas dos mais pequeninos é proibido levar brinquedos para a escola. Vai existir um reforço na limpeza das salas e WC e espaços comuns.

Estas são algumas das medidas implantadas pelas escolas, e podendo diferir em pormenores de uma escola para a outra, em traços gerais os planos de contingência são comuns a todas as escolas. Cabe aos pais manter sempre a escola informada de todos os contactos e de qualquer questão de saúde importante para a segurança dos seus filhos, seguindo sempre as indicações da escola.


Artigos Relacionados:

link do postPor Babuíno, às 19:34  comentar

18.9.09

vacina gripeaComo o número de Vacinas vai ser limitado, vão ter de ser estabelecidas prioridades. E num caso de Pandemia com imunização limitada é importante saber quais são os elementos que devem ser os primeiros a ser vacinados. A lista que apresento abaixo não passa de um reflexão pessoal, pois quando a vacina  estiver disponível, vão existir, sobre quem vai tomar essa decisão várias pressões, legitimas ou não, para que a vacina seja distribuída de este ou aquele modo.

Lista de Prioridades:

  1. Serviços Municipais / EDP: estes são serviços que não podem entrar em colapso, a recolha de lixo, o fornecimento de água potável e electricidade são três aspectos de enorme importância, nenhum hospital funcionaria por muito tempo se não tivesse saneamento básico e um fornecimento estável de energia eléctrica. Também a recolha de lixo nas cidades não pode parar, o que provocaria rapidamente uma situação insustentável (neste ponto poderia incluir também o fornecimento de combustível de gás, mas sem estes um hospital ou cidade pode manter-se em funcionamento por alguns dias);
  2. O Profissionais de Saúde: com um risco de contágio muito alto, visto estarem todos os dias em contacto com a doença, este profissionais são essenciais para o caso de a Gripe A infectar uma grande parte da população. Sabendo que a maior parte dos casos vai ser tratada em casa e sem recorrer a outro medicamento que não seja o Paracetamol ou Aspirina, os serviços de sáude devem estar reservados para o tratamento dos casos mais graves e sem os quais o risco de morte é elevado(neste ponto incluem-se Bombeiros e outros Socorristas);
  3. Forças de Segurança: tendo já estabelecido o correcto funcionamento dos serviços básicos e dos cuidados de saúde, é importante manter a segurança e poder contar com os policias para manter um país em correcto funcionamento onde existam lei e ordem;
  4. Os Transportes: de passageiros e de mercadorias, no limite e se o país chegar a uma situação muito grave e depois de salvaguardados os grupos acima, é importante que o fluxo de mercadorias e pessoas se mantenha, sendo mais importante o transporte de mercadorias. O abastecimento de supermercados nas grande cidades é de vital importância para o regular funcionamento da sociedade, assim como o transporte de medicamentos e combustíveis;
  5. Grupos de Risco: todas aquelas pessoas que pertencem aos já identificados Grupos de Risco, para prevenir o aparecimento de casos fatais de Gripe A.

Como disse acima esta lista é meramente uma reflexão pessoal e sugestões os opiniões diferentes dos leitores são bem vindas, mas no caso de as vacinas destinadas ao nosso país serem escassas não faz sentido estar a vacinar os idosos, as crianças, obesos ou outros grupos de risco antes dos profissionais de saúde correndo os risco de os Hospitais ou Serviços Municipalizados entrarem em ruptura e não poderem atender todos os outros doentes.


Artigos Relacionados:


 

gripe a tamifluA maioria dos casos de Gripe A deverá ser tratado com descanso, ingestão de fluídos e Paracetamol, tal como descrito neste post Tratar a Gripe A em Casa e recomendado pela Organização Mundial de Saúde.  Para os casos mais graves ou como medida de prevenção e mediante receita médica podem ser tomados outros medicamentos, o que mais ouvimos e vemos na comunicação social é o Tamiflu, ficam abaixo a respostas a algumas questões sobre este medicamento.
 
No site do Infarmed podemos encontrar a seguinte informação sobre este medicamento:

OSELTAMIVIR - TAMIFLU

Indicações: Tratamento e profilaxia das infecções por vírus influenza A ou B em adultos e crianças de idade igual ou superior a 13 anos. Tratamento das infecções por vírus influenza A ou B em crianças de idade superior a 1 ano. V. Introdução (1.3.).

Reações Adversas: Náuseas e vómitos.

Contra-Indicações e Precauções: Gravidez e aleitamento. Reduzir a posologia no doente com Clcr < 30 ml/min.

Interacções com outros Medicamentos: Actualmente nenhuma interacção foi considerada clínicamente significativa.

Posologia Adultos: Via oral: 75 mg, 2 vezes/dia, durante 5 dias (tratamento); 75 mg, 1 vez/dia, durante 7 dias após exposição/contacto com o vírus ou até 6 semanas quando de um surto de gripe na comunidade (profilaxia).

Posologia Crianças: De 1 a 13 anos - Via oral: 30 a 75 mg, 2 vezes/dia, em função do peso corporal, durante 5 dias (tratamento).

Apresentação: Cápsulas Orais sólidas - 75 mg

Designação e Laboratório: TAMIFLU (MSRM); Roche (Reino Unido)

Preço: Blister - 10 unid; €25,17

Comparticipação: 0%          

De facto o Tamiflu não é comparticipado, e mesmo quando receitado por um médico a sua compra na farmácia custa os mesmos €25,17, mas no caso de ser atendido nos dos centros de saúde com Serviço de Atendimento à Gripe A (SAG) ou num Hospital o Tamiflu será entregue ao doente de forma gratuita.

È importante que tenhamos em mente que em caso algum este medicamento deve ser tomando ser primeiro ter sido receitado por um médico, e a sua toma quer nos casos confirmados ou nos casos em que é tomado por prevenção devido a, por exemplo, termos um familiar doente, deve ser sempre conforme indicação médica. Este aspecto é importante para que o vírus da Gripe A não se torne resistente ao medicamento.


Artigos Relacionados:

 

tags: ,
link do postPor Babuíno, às 15:22  comentar


 
Bookmark and Share
arquivos
comentários recentes
Obrigado pelo comentário. O meu conselho é que pro...
Estou com gripe e tive febre por tres dias . Tomei...
De facto o principal foco de confusão sobre a doen...
Obrigado por partilhar a sua experiência.De facto ...
tenho gripe A confirmada e contaminada no trabalho...
Acerca da Gripe A, pandemia mundial, tenho algumas...
Preocupa-me a tentativa de condicionamento da opi...
Quem será dispensável? http://chazadas.blogspot.co...
Olá Ana obrigado pelo comentário.Toca a congelar o...
Olá obrigado pelo comentário.De um modo geral nos ...
subscrever feeds