Tudo o que precisa de Saber sobre a nova Pandemia de Gripe A e o Vírus H1N1.
18.9.09

vacina gripeaComo o número de Vacinas vai ser limitado, vão ter de ser estabelecidas prioridades. E num caso de Pandemia com imunização limitada é importante saber quais são os elementos que devem ser os primeiros a ser vacinados. A lista que apresento abaixo não passa de um reflexão pessoal, pois quando a vacina  estiver disponível, vão existir, sobre quem vai tomar essa decisão várias pressões, legitimas ou não, para que a vacina seja distribuída de este ou aquele modo.

Lista de Prioridades:

  1. Serviços Municipais / EDP: estes são serviços que não podem entrar em colapso, a recolha de lixo, o fornecimento de água potável e electricidade são três aspectos de enorme importância, nenhum hospital funcionaria por muito tempo se não tivesse saneamento básico e um fornecimento estável de energia eléctrica. Também a recolha de lixo nas cidades não pode parar, o que provocaria rapidamente uma situação insustentável (neste ponto poderia incluir também o fornecimento de combustível de gás, mas sem estes um hospital ou cidade pode manter-se em funcionamento por alguns dias);
  2. O Profissionais de Saúde: com um risco de contágio muito alto, visto estarem todos os dias em contacto com a doença, este profissionais são essenciais para o caso de a Gripe A infectar uma grande parte da população. Sabendo que a maior parte dos casos vai ser tratada em casa e sem recorrer a outro medicamento que não seja o Paracetamol ou Aspirina, os serviços de sáude devem estar reservados para o tratamento dos casos mais graves e sem os quais o risco de morte é elevado(neste ponto incluem-se Bombeiros e outros Socorristas);
  3. Forças de Segurança: tendo já estabelecido o correcto funcionamento dos serviços básicos e dos cuidados de saúde, é importante manter a segurança e poder contar com os policias para manter um país em correcto funcionamento onde existam lei e ordem;
  4. Os Transportes: de passageiros e de mercadorias, no limite e se o país chegar a uma situação muito grave e depois de salvaguardados os grupos acima, é importante que o fluxo de mercadorias e pessoas se mantenha, sendo mais importante o transporte de mercadorias. O abastecimento de supermercados nas grande cidades é de vital importância para o regular funcionamento da sociedade, assim como o transporte de medicamentos e combustíveis;
  5. Grupos de Risco: todas aquelas pessoas que pertencem aos já identificados Grupos de Risco, para prevenir o aparecimento de casos fatais de Gripe A.

Como disse acima esta lista é meramente uma reflexão pessoal e sugestões os opiniões diferentes dos leitores são bem vindas, mas no caso de as vacinas destinadas ao nosso país serem escassas não faz sentido estar a vacinar os idosos, as crianças, obesos ou outros grupos de risco antes dos profissionais de saúde correndo os risco de os Hospitais ou Serviços Municipalizados entrarem em ruptura e não poderem atender todos os outros doentes.


Artigos Relacionados:


 

gripe a tamifluA maioria dos casos de Gripe A deverá ser tratado com descanso, ingestão de fluídos e Paracetamol, tal como descrito neste post Tratar a Gripe A em Casa e recomendado pela Organização Mundial de Saúde.  Para os casos mais graves ou como medida de prevenção e mediante receita médica podem ser tomados outros medicamentos, o que mais ouvimos e vemos na comunicação social é o Tamiflu, ficam abaixo a respostas a algumas questões sobre este medicamento.
 
No site do Infarmed podemos encontrar a seguinte informação sobre este medicamento:

OSELTAMIVIR - TAMIFLU

Indicações: Tratamento e profilaxia das infecções por vírus influenza A ou B em adultos e crianças de idade igual ou superior a 13 anos. Tratamento das infecções por vírus influenza A ou B em crianças de idade superior a 1 ano. V. Introdução (1.3.).

Reações Adversas: Náuseas e vómitos.

Contra-Indicações e Precauções: Gravidez e aleitamento. Reduzir a posologia no doente com Clcr < 30 ml/min.

Interacções com outros Medicamentos: Actualmente nenhuma interacção foi considerada clínicamente significativa.

Posologia Adultos: Via oral: 75 mg, 2 vezes/dia, durante 5 dias (tratamento); 75 mg, 1 vez/dia, durante 7 dias após exposição/contacto com o vírus ou até 6 semanas quando de um surto de gripe na comunidade (profilaxia).

Posologia Crianças: De 1 a 13 anos - Via oral: 30 a 75 mg, 2 vezes/dia, em função do peso corporal, durante 5 dias (tratamento).

Apresentação: Cápsulas Orais sólidas - 75 mg

Designação e Laboratório: TAMIFLU (MSRM); Roche (Reino Unido)

Preço: Blister - 10 unid; €25,17

Comparticipação: 0%          

De facto o Tamiflu não é comparticipado, e mesmo quando receitado por um médico a sua compra na farmácia custa os mesmos €25,17, mas no caso de ser atendido nos dos centros de saúde com Serviço de Atendimento à Gripe A (SAG) ou num Hospital o Tamiflu será entregue ao doente de forma gratuita.

È importante que tenhamos em mente que em caso algum este medicamento deve ser tomando ser primeiro ter sido receitado por um médico, e a sua toma quer nos casos confirmados ou nos casos em que é tomado por prevenção devido a, por exemplo, termos um familiar doente, deve ser sempre conforme indicação médica. Este aspecto é importante para que o vírus da Gripe A não se torne resistente ao medicamento.


Artigos Relacionados:

 

tags: ,
link do postPor Babuíno, às 15:22  comentar

 
arquivos
comentários recentes
Obrigado pelo comentário. O meu conselho é que pro...
Estou com gripe e tive febre por tres dias . Tomei...
De facto o principal foco de confusão sobre a doen...
Obrigado por partilhar a sua experiência.De facto ...
tenho gripe A confirmada e contaminada no trabalho...
Acerca da Gripe A, pandemia mundial, tenho algumas...
Preocupa-me a tentativa de condicionamento da opi...
Quem será dispensável? http://chazadas.blogspot.co...
Olá Ana obrigado pelo comentário.Toca a congelar o...
Olá obrigado pelo comentário.De um modo geral nos ...
subscrever feeds